Uniprime Cooperativa  de Crédito VOLTAR

Você conhece os Riscos mais comuns de Investimentos?

06 de Maio de 2019

Você conhece os Riscos mais comuns de Investimentos?
Por Juliana Olivieri Refundini, profissional com Certificação CFP®.

Viver é naturalmente uma aventura! A vida é repleta de encantos, alegrias e alguns percalços no meio do caminho. Você já calculou quantos riscos você corre por dia? Qual é o risco que você corre ao acordar em sua cama todas as manhãs? E ao atravessar a rua? Qual o risco de nos decepcionarmos com alguém ou com algum lugar que queríamos tanto conhecer? Costumamos sempre pensar em riscos maiores, não é? Devo viajar de carro ou avião? Qual o meio de transporte mais seguro?

Pois bem, no mercado financeiro também é assim! Ao fazer um investimento, você pode correr diversos riscos, inclusive riscos que ninguém te contou que existiam. Vamos entender melhor!?

Como exemplo, vamos falar de um investimento comum e conhecido por todos: o investimento em imóveis. A maioria das pessoas julgam ser um dos meios mais seguros de guardar seu dinheiro. Imagine que somente neste tipo de investimento são dois riscos que você corre e pode não saber: o Risco de Mercado e o Risco de Liquidez, falei grego agora? Então vamos conhecer melhor:

  • Risco de Mercado: fazendo uma analogia, é o mesmo risco que você corre ao ir ao mercado fazer suas compras, do preço dos alimentos ter subido ou caído. Então sempre que você ouvir falar em Risco de Mercado, lembre-se dessa analogia. Afinal, o risco da valorização ou desvalorização do seu Imóvel dependerá da oferta e da procura, da localização do imóvel e de outros itens. 

  • Risco de Liquidez: nada mais é do que a forma que você tem de utilizar aquele recurso investido, rapidamente ou não. O seu imóvel tem alto Risco de Liquidez, uma vez que você pode precisar do seu dinheiro em um momento que não haja pessoas interessadas em comprar o seu imóvel ou que você não tenha tempo de esperar a venda e precise do dinheiro de imediato. Por este motivo, este tipo de investimento é para recursos que você não precise utilizar em uma emergência.

Além dos riscos acima citados, outro risco comum que podemos correr dependendo do tipo de investimento, é o Risco de Crédito. Vamos lá:

  • Risco de Crédito: este risco está relacionado ao fato do compromisso não ser honrado, como por exemplo, quando você empresta dinheiro para um amigo e ele não te paga, este é o Risco de Crédito. Em investimentos, podemos dar como exemplo as debentures, que são títulos de dívida de uma empresa. Corre-se o risco dessa empresa não honrar com o valor acordado no vencimento do título.

Existem ainda outros riscos como o Legal, Operacional, Volatilidade e Sistêmico. Cada investimento acopla diferentes tipos de riscos. O importante é você saber a quais riscos você está se expondo e quanto risco você está disposto a correr ao fazer um investimento. Como uma regra geral em investimentos podemos dizer que quanto maior o risco, maior a rentabilidade. Geralmente investimentos com baixa liquidez costumam pagar taxas um pouco melhores, justamente por serem de longo prazo e o dinheiro não estar à sua disposição imediatamente.

Analisar se o risco está adequado ao seu perfil de investidor é essencial. Pense nisso ao investir!

Outro ponto fundamental que você deve levar em consideração ao pensar onde investir seu dinheiro é a diversificação. Desta forma, você aloca o seu dinheiro em diferentes investimentos a fim de diluir os riscos e otimizar os ganhos.

Ficou com alguma dúvida? Gostaria de saber sobre algum assunto da área financeira? Escreve pra gente! Envie sua sugestão através do e-mail: faleconosco@uniprimebr.com.br.

Na próxima semana abordaremos sobre os demais Riscos de Investimentos. Até lá!

Juliana Olivieri Refundini, Gerente Uniprime. Profissional com Certificação CFP®.
COMPARTILHAR: