Uniprime Cooperativa  de Crédito VOLTAR

Vamos simplificar!

27 de Maio de 2019

Vamos simplificar!
Por Juliana Olivieri Refundini, profissional com Certificação CFP®.

Você já deve ter notado como o mercado financeiro tem tantas palavras e termos técnicos que dificultam o nosso entendimento, mas as coisas nem são tão complexas quanto parecem. Pois bem, hoje vamos abordar dois termos muito utilizados: Renda Fixa e Renda Variável.

Os investimentos estão divididos em dois grandes grupos, e entendê-los vai auxiliá-lo a fazer a escolha correta na hora de optar por seus investimentos.

  • RENDA FIXA: talvez este nome induz você a pensar que renda fixa está literalmente fixada em algum número, mas não é bem assim. O termo Renda Fixa está relacionado ao fato de no momento da aplicação você conhecer o percentual que seu dinheiro será remunerado ou o indexador que será utilizado para remuneração. Então entenda que Renda Fixa pode ser Pré Fixada ou Pós Fixada:

Pré fixada: no ato do investimento você já saberá qual será a sua rentabilidade e em qual período será remunerado. Por exemplo: se a taxa contratada for de 6,5% ao ano ao investir seu dinheiro em um produto de renda fixa, saberá que seu investimento terá exatamente esta rentabilidade.

Pós fixada: nesta modalidade, a rentabilidade será atrelada a um indexador do mercado financeiro. Por exemplo: vamos supor que ao investir em determinado produto, você é informado que seu dinheiro terá a rentabilidade de 100% do CDI, sendo assim, no ato do investimento você saberá exatamente o percentual do indexador da sua rentabilidade, mas não a remuneração efetiva, pois o indexador pode variar de acordo com as oscilações do mercado financeiro.

  • RENDA VARIÁVEL: é um tipo de investimento que você não conhece a rentabilidade e nem a forma como será remunerado. Neste caso, existe a possibilidade de ganhar ou perder muito dinheiro. Podemos citar as Ações como um tipo de investimento em renda variável, pois este investimento depende da performance de uma empresa. Esta modalidade é indicada para pessoas com perfil arrojado, pois o risco é maior.

Consegui simplificar? Espero que sim! Aqui vai mais uma dica de leitura que pode ajudá-lo em seu planejamento financeiro: Pai Rico, Pai Pobre. Trata-se de um dos livros mais conhecidos em todo o mundo quando o assunto é finanças pessoais. O autor é o empresário norte-americano Robert Kiyosaki. Na obra, ele transmite de forma clara diversos conceitos relacionados a dinheiro e educação financeira, a partir de suas próprias experiências e histórias.

Ficou com alguma dúvida? Gostaria de saber sobre algum assunto da área financeira? Escreve pra gente! Envie sua sugestão através do e-mail: faleconosco@uniprimebr.com.br.

Até a próxima semana!
COMPARTILHAR: