Uniprime - Cooperativa de Crédito do Norte do Párana

#134 - Levanta a mão quem precisa de férias

06 de Dezembro de 2021

#134 - Levanta a mão quem precisa de férias

Por Juliana Refundini, profissional com Certificação CFP®

É… parece que a temporada de férias está oficialmente reaberta, depois de quase dois anos! Sabe aquele desejo de sair gritando de alegria e largar tudo para trás? Quem não teve essa vontade no último ano, não é mesmo? Mas isso tem nome e sobrenome: falta de férias! Isso mesmo, trabalhamos pesado o ano todo e, devido à Covid-19 e tudo mais que a pandemia ocasionou no mundo, as preocupações com a saúde e com os nossos próprios empregos foram enormes. Por isso, nada mais merecido que umas boas férias!

Às vezes, algumas pessoas me falam: “Mas Juliana, eu não tenho como sair de férias, porque eu não tenho receita caso me ausente do trabalho (autônomo), ou, porque preciso do dinheiro para fazer outra coisa (trocar o carro ou realizar uma reforma)”. O que sempre respondo é: “você está equivocado!”. Em ambos os casos, escolher tirar férias faz bem para você e para toda sua família, porém é claro que a escolha deve ser feita com um planejamento adequado.

A orientação número um é fazer o “pote” das férias, que nada mais é do que investir todo mês um valor para poder desfrutar de seu momento de descanso. Mas, qual é o valor adequado? Bem, você deve então antes de tudo fazer um orçamento completo, ou seja: definir o local (seja ele um sonho ou somente a praia ou local que você vai todo ano); levantar os custos com hospedagem, locações, gastos com veículo, deslocamento; um valor aproximado para consumo diário de refeições; um valor para passeios extras; e, claro, uma reserva de emergência, pois imprevistos acontecem até nas férias, infelizmente! Na Internet há muitos sites que dão dicas e onde as pessoas falam sobre o local e suas experiências. É sempre bom olhar para poder ter uma ideia melhor e fazer boas escolhas!

Agora, já tendo este valor aproximado como base, divida em 10 ou 11 meses para você poder aproveitar suas férias com tranquilidade. Se você é autônomo, nessa conta você deve também adicionar o orçamento de um mês de despesas suas normais, para que não fique sem recurso na volta para pagar suas contas. Trabalhadores formais não devem esquecer que no mês seguinte ao de suas férias não terão salário, e da mesma forma não devem gastar todo o valor que recebem antecipado com as férias, pois suas contas ainda estarão esperando quando você voltar.

Aliado ao que estou orientando, para iniciar seu planejamento você pode se utilizar de várias outras situações, como comprar antecipadamente o pacote de viagem — já que pagando antes o deslocamento e a hospedagem é também equivalente a guardar esse valor. Claro que só é valido se este parcelamento for sem juros, ok? Outra oportunidade é a compra com pontos, já que hoje os cartões oferecem esses benefícios e devem sim, ser muito bem aproveitados.

Aproveitar promoções como a Black Friday pode também ajudar muito no contexto de suas férias, já que obter um bom desconto sempre ajuda a acelerar o projeto e te liberar parte do orçamento para investir em algo a mais neste passeio.

Aí você se pergunta: “E se eu não tenho ideia para aonde ir?” Bom aí o que eu te oriento é fazer uma reserva de cerca de 10% do seu orçamento mensal para gastar com tranquilidade em suas férias. O mais importante de tudo é ter foco sempre em se planejar, pois como eu sempre digo planejamento financeiro não é sinônimo de racionamento, e sim de otimizar seus esforços para realizar o que quer, o mais rápido possível, mantendo sempre sua qualidade de vida pessoal e emocional.

Divirta-se com sua família! Porque se tem algo que aprendemos a duras penas nos últimos anos foi o valor da presença dos que amamos e o valor da liberdade da vida.

Boas férias!

COMPARTILHAR:

Este conteúdo foi útil para você?

VEJA TODOS OS ARTIGOS