Uniprime - Cooperativa de Crédito do Norte do Párana

#120 - Precisamos falar sobre o seguro de vida

30 de Agosto de 2021

#120 - Precisamos falar sobre o seguro de vida
Por Rodrigo Martimiano da Rocha, profissional com Certificação CFP®.

Já abordamos em alguns artigos em nosso canal, sobre o gerenciamento de riscos. Em geral, sempre falamos na ótica dos riscos em investimentos - ou algum outro fator do mercado financeiro. Hoje, falaremos sobre o maior de todos os riscos pessoais: o risco de vida e sobre como diminuir os efeitos financeiros que isso pode gerar para você e sua família.

Esse assunto ainda é um tabu para muitas pessoas que evitam falar sobre o tema, porém uma coisa é certa: diariamente, nós estamos sujeitos a sofrer algum infortúnio, seja por acidente pessoal ou alguma doença que pode aparecer de uma hora para outra, mudando todos os nossos planos. Se você é parte importante na geração de renda de sua família, o acontecimento toma ainda proporções maiores do que a dor que já gerará naturalmente. 

O seguro de vida é um produto importante para gerar um suporte financeiro no caso de algum acontecimento repentino. Existem várias categorias de cobertura no mercado, o mais indicado para cobertura pessoal aquele que gera uma indenização financeira em caso de morte ou invalidez, seja por doença ou acidente. O valor contratado deve ser suficiente para dar tranquilidade a família até que consiga ser reestruturado o fluxo financeiro da casa. Deve-se pensar em um valor que possa quitar eventuais despesas referentes ao ocorrido, cobrir gastos com adaptações no estilo de vida e na residência no caso de invalidez, quitar eventuais dívidas e financiamentos, e ainda gerar uma sobra de caixa a ser utilizada ao longo do tempo. 

O seguro é de extrema importância até mesmo para aquelas pessoas que possuam bastante patrimônio e aplicações de recursos financeiros, visto que na ocorrência de uma morte inesperada todo o patrimônio ficará bloqueado até a realização do processo de inventário, que além de burocrático e demorado, ainda possui altos custos para sua finalização. A indenização do seguro é mais simples e rápida, não possui incidência de imposto de renda sobre o valor recebido, e a indenização pode ser utilizada para pagamentos destas despesas e também para a manutenção das despesas familiares até a liberação do patrimônio. 

Outra forma de cobertura ainda disponível para o seguro de vida é a cobertura através de renda mensal. Nesta modalidade o segurado pode optar para que seus beneficiários, ou ele mesmo no caso de invalidez, além de receberem uma indenização única possam receber uma renda mensal, que pode ser contratada de maneira vitalícia ao beneficiário ou por tempo pré-determinado, garantindo assim uma receita mensal que servirá para custear as despesas do lar. 

Interessante, não é mesmo? Para saber mais, nos escreva em: contato@uniprimebr.com.br
COMPARTILHAR:

Este conteúdo foi útil para você?

VEJA TODOS OS ARTIGOS