Uniprime - Cooperativa de Crédito do Norte do Párana

#11 - Moldando hábitos!

17 de Junho de 2019

#11 - Moldando hábitos!
Por Juliana Olivieri Refundini, profissional com Certificação CFP®.

Há pouco mais de dois meses falamos sobre a Planilha de Orçamento, que é um pontapé inicial para um bom Planejamento Financeiro. E aí, já começou a preencher a sua? Gostaríamos de saber se está com alguma dificuldade ou com alguma dúvida no preenchimento para podermos ajudá-lo! No final desta matéria você encontrará nosso e-mail, fique à vontade para nos enviar seus questionamentos.

Vamos lá, queremos que alcance seus objetivos e que sua planilha trabalhe a seu favor e não seja somente algo que você preencha sem sentido! Se você já iniciou o preenchimento, percebeu o quanto você gasta com cada despesa, certo? Já consegue identificar quais são as despesas fixas, o que é gasto com saúde, alimentação, com seu carro, bobagens e por aí vai.

Agora é hora de identificar o quanto você gastou com o que não te agradou ou com o que não foi útil para você, até mesmo com doces e guloseimas que no final poderia ter sido um gasto a menos. Então aqui vai a dica: na frente destas despesas, anote algo que você poderia ter feito ou comprado com esse valor e não fez! Muitas vezes pensamos que não conseguimos guardar dinheiro para aquela viagem dos sonhos, para comprar um celular novo ou alcançar outro objetivo. Mas se você já pratica o preenchimento de sua planilha, use ela a seu favor e comece a economizar com coisas que não te agregam, para poder gastar com o que realmente importa e faz diferença para você.

Essa dica nada mais é do que a prática inversa de um viés comportamental que geralmente temos, que é a aversão a perda. Nada mais é do que valorizar mais o que se perde do que o que se ganha. Utilizando isso inversamente, você utiliza sua planilha para ver onde “perdeu” dinheiro, para então identificar que poderia ter “ganhado”, seja investindo ou comprando algo que realmente seja útil e prazeroso para você.

Uma segunda dica é olhar para seus investimentos: veja o quanto você está guardando e faça uma divisão em investimento de curto, médio e longo prazo. Melhor do que a divisão, sugerimos que coloque nome em seu dinheiro, isso te ajudará a não gastá-lo desnecessariamente. Por exemplo, você tem um objetivo de médio prazo que é comprar um carro novo, até que você economize o valor que precisa, irá chamar seu investimento de “carro novo ou, carro do ano”, portanto, se aquele montante é para seu carro, irá pensar várias vezes antes de tirar um pedacinho dele e gastar com outras coisas! Pode acreditar, funciona e muito! Use isso para qualquer objetivo, pode ser para um investimento de curto prazo, como por exemplo: comprar um iPhone, ou de longo prazo, como comprar uma casa.

O que importa é você trocar os hábitos que não tem contribuído até aqui para a realização de seus sonhos. Criar o hábito de preencher sua planilha vai lhe ajudar e muito. Como dica de leitura para você entender e melhorar seus hábitos, indicamos o livro “O Poder do Hábito: por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios”, de Charles Duhigg.

Se ainda não iniciou o seu Planejamento Financeiro, comece agora mesmo! Seguem referências:


Queremos esclarecer suas dúvidas, envie e-mail para: faleconosco@uniprimebr.com.br

Até a próxima semana!

COMPARTILHAR:

Este conteúdo foi útil para você?

VEJA TODOS OS ARTIGOS

INFORMAÇÃO E CONTEÚDO!

Quer receber nossos conteúdos diretamente no seu e-mail? Cadastre-se!