EDIÇÃO Nº 16 - MAIO/2019

O desafio das mães no mercado de trabalho

Conheça a história de duas colaboradoras Uniprime que conciliam a maternidade com a vida profissional

O desafio das mães no mercado de trabalho

Equilibrar a vida pessoal com vida profissional é um desafio para todos, mas quando se trata de mulheres que se tornaram mães, o esforço é ainda maior.

Para Fernanda Polo Tonsig , Gerente da Agência Uniprime Cambé, o segredo está em equilibrar a vida pessoal e profissional com tranquilidade e sem culpa. "Eu sempre desejei ser mãe, ao mesmo tempo que nunca considerei abandonar minha carreira. Já estava bem consciente das dificuldades e, por isso, me planejei bem, evitando qualquer desconforto. Então, aproveito muito o tempo livre com os meus filhos e me sinto realizada", conta a Gerente.

Mãe de Bruno, 18 anos, e Isadora, 10 anos, Fernanda percebe que ainda há receio de algumas empresas em contratar mulheres que têm ou desejam ter filhos. "Em entrevistas de emprego, fica bem claro quando o entrevistado enfatiza essas questões". Na Uniprime há 14 anos, a gerente felizmente não teve preocupação alguma quando anunciou a segunda gravidez. "Muito pelo contrário, fui muito respeitada e me senti acolhida. Sou privilegiada", conta ela.

A Gerente da Agência Uniprime Arapongas, Sandra Mara Scoponi Celi, há 20 anos na Uniprime também se sente confortável no papel de mãe e profissional. Mãe de Isadora, 23 anos, e Barbara, 19 anos, ela precisou se desdobrar quando as meninas ainda eram pequenas, uma vez que seu esposo viajava bastante à trabalho durante a semana. "Tive momentos críticos, de dúvidas e incertezas sobre permanecer no mercado de trabalho. Mas no fim das contas, valeu muito a pena. Sou realizada como mãe e profissional. As minhas filhas sentem muito orgulho de tudo que construí profissionalmente, sinto que deixo um legado para elas” conclui a Gerente.

Além de reconhecer a jornada dupla das mães, a Uniprime valoriza essas profissionais e entende que a mulher consegue exercer com maestria esses papéis. Hoje são 104 mães na cooperativa e aqui as portas estarão sempre abertas para elas.  

Jornalista Responsável: Loraine Santos